AURORA BOREAL NA NOITE POLAR – DEZEMBRO 2014

No mês de dezembro passado não tínhamos nenhum grupo organizado para embarcar….

Embora eu já tivesse tido a experiência de buscar a aurora boreal em uma época sem a luz do sol em 2006, estava sozinho, nunca tinha levado qualquer grupo nesta época, mesmo com tantos anos levando pessoas em busca das luzes.

 Tínhamos acabado de viajar com 2 grupos de outono, com muita aurora em ambos, como descrevi nos 2 posts passados aqui no blog. A procura de pessoas querendo viajar em fevereiro e março também era enorme, estávamos lotados…. Mas, para dezembro, realmente não havia nada planejado….

 

Eu e a aurora boreal em dezembro
Por outro lado o Gustavo, de Brasília, me mandava email toda semana perguntando sobre a possibilidade de embarcarmos naquele mês, mesmo sem a luz do sol, pois era sua única data disponível. Após uma longa troca de emails, concordei em fazer um roteiro diferente, mais curto, sem a Ilha de Svalbard que fica 24 horas escura nesta época, mas com uma semana buscando as luzes em Tromso.
Eu, Gustavo, a Daniela Magalhães, e família embarcamos em um pequeno grupo, totalmente particular, outra novidade para mim.

A região de Tromso, no norte da Noruega, fica sem a presença do sol de 27 de novembro até o dia 15 de janeiro, ou seja, quase 2 meses sem aparecer sobre o horizonte. Iríamos chegar na cidade bem no meio deste período de “noite polar”.

Noite polar no norte da Noruega
 
A “noite polar” em Tromso, fotos acima e abaixo,  na verdade, é também chamada de “noite polar azul” por seus moradores. Isso se dá por que, embora o sol não apareça, ele fica um pouco abaixo da linha do horizonte de 10 da manhã até cerca de 2 da tarde,  formando uma penumbra surreal e fantástica, como luz negra de boate, deixando a neve fluorescente.
A luz fluorescente sobre Tromso
Ao contrário da Ilha de Svalbard que nessa época fica um breu, 24 horas, em Tromso pode-se ver a paisagem, as montanhas e fiordes por algumas horas, mesmo sem vermos o sol,  como se observa nessas fotos.
Em uma semana buscando a aurora boreal na região de Tromso e Kilpisjarvi, norte da Finlândia, pudemos vê-la por 5 noites. Mais um sucesso absurdo em matéria de visualização, como aconteceu por toda a temporada.

Logo na primeira noite em 16 de dezembro que, ao mesmo tempo era o dia do meu aniversário, ela apareceu para nós. Foi um presentão e uma noite inesquecível.

 Eu e minha aurora boreal de aniversário
 

No dia em que estávamos isolados no chalé da Finlândia com o tempo completamente fechado, estudei a radiação que chegava na Terra e percebi que veríamos uma grande aurora boreal caso conseguíssemos tempo aberto, sem nuvens.

índice Bz, outra variante que nos ajuda a prever a aurora, estava para o sul, mostrando grande atração eletromagnética. Eu precisava achar tempo aberto de qualquer forma e, segundo a pesquisa, talvez encontrasse uma janela de céu estrelado cerca de 80 km dali…

Saímos do chalé em direção à Skibotn, borda com a Noruega, com uma nevasca caindo sobre a estrada, dificultando dirigir mesmo em baixíssima velocidade…

Após cerca de 1 hora na estrada o céu começou a se abrir,  exatamente como esperado, e conseguimos achar uma espécie de buraco nas nuvens, mais uma vez.

Foi uma noite fantástica, entre os pinheiros no alto de uma colina,  no meio do nada..

Mais algumas fotos:
  Aurora sobre o vilarejo de Grtofjord
Viajar em dezembro e ficar uma semana sem ver a luz do sol foi uma grande experiência e nos mostrou que cada mês, de setembro à março, pode ser excelente para vermos as luzes, cada um com sua peculiaridade. A noite polar é linda, traz um sentimento de paz e isolamento, é muito diferente de tudo…
Obrigado por nos acompanhar, em breve atualizo o Blog com as viagens seguintes de fevereiro e março. Para quem tiver interesse em embarcar conosco neste roteiro e trabalho pioneiros em nosso país, por favor mandar um email para contatogeotrip@gmail.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *